Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/10344
Título: A aplicação de sistemas de controlo de gestão em PME's
Autor: Oliveira, Rossana Raimundo Mateus de
Orientador: Vieira, Pedro
Palavras-chave: Empresas Familiares
Complexidade de Sistemas de Controlo de Gestão
Características das Empresas Familiares
Family firms
Management Control System complexity
Characteristics of family firms
Data de Defesa: 2015
Editora: Instituto Superior de Economia e Gestão
Citação: Oliveira, Rossana Raimundo Mateus de (2015). "A aplicação de sistemas de controlo de gestão em PME's". Dissertação de Mestrado, Universidade de Lisboa. Instituto Superior de Economia e Gestão.
Resumo: As empresas familiares (EFs) são bastante relevantes para a economia global. No entanto, a literatura sobre estas empresas ainda é escassa, nomeadamente sobre a utilização de sistemas de controlo de gestão (SCG). Por isso mesmo, este estudo tem dois objetivos. O primeiro é perceber quais os SCG utilizados por estas empresas. O segundo é estudar as relações entre várias características que se podem encontrar nas EFs, nomeadamente, o altruísmo, a concentração de controlo, o planeamento estratégico participativo, o conflito de relacionamento e a cultura, e a sua influência na complexidade dos SCG. Para aferir quais os SCG utilizados pelas EFs foi realizada uma análise univariada. Quanto à análise das relações entre as características e a sua influência na complexidade dos SCG, foi utilizado o modelo de equações estruturais estimado através do método dos mínimos quadrados parciais (PLS). Com base numa pequena amostra de 53 pequenas e médias empresas (PMEs) familiares do setor metalúrgico concluiu-se que quando as empresas são altruístas, o conflito de relacionamento diminui e o planeamento estratégico torna-se mais participativo. Assim como, quanto maior a concentração de controlo nas EFs maior será o conflito de relacionamento e menor será a participação no planeamento estratégico. Também se verificou que o planeamento estratégico participativo contribui para a complexidade dos SCG.
Family firms are very relevant to global economy, however the literature about family firms is scarce yet, specially about management control system (MCS). As such, this investigation have two objectives. The first is to understand which MCS are used by firms. The second is to study the relationship between many characteristics that can be found in family firms, particulary, altruism, control concentration, participative strategy planning, relationship conflict and culture, and your influence in MCS complexity. In order to assess which systems are used by firms an univariate analysis was performed. For the analysis of the relationship between the characteristics and their influence on MCS complexity, I used a structural equation model estimated by the method of partial least squares (PLS). Based on a small sample of 53 small and medium enterprises (SMEs) family of metallurgical industry concluded that when firms are altruistic, relationship conflict decreases and strategic planning becomes more participatory. As well as, a high level of control concentration is associated with a high relationship conflict and a less participative strategic planning. It was also found that the participative strategy planning contributes to the MCS complexity.
Descrição: Mestrado em Contabilidade, Fiscalidade e Finanças Empresariais
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/10344
Aparece nas colecções:DG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis
BISEG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM-RRMO-2015.pdf802,27 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.