Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/10330
Título: Novas formas de organização de trabalho : implicações na vida familiar e no bem-estar individual
Autor: Bernardes, Sónia Isabel da Silva
Orientador: Casaca, Sara Falcão
Palavras-chave: Novas formas de organização do trabalho
stress
articulação trabalho-família
New forms of work organization
work-life balance
Data de Defesa: 2012
Editora: Instituto Superior de Economia e Gestão
Citação: Bernardes, Sónia Isabel da Silva (2012). "Novas formas de organização de trabalho : implicações na vida familiar e no bem-estar individual". Dissertação de Mestrado, Universidade Técnica de Lisboa. Instituto Superior de Economia e Gestão.
Resumo: A partir da análise de dados estatísticos provenientes do 5º Inquérito às Condições do Trabalho (EUROFOUND), realizado em 2010, pretendeu-se identificar e caracterizar as novas formas de organização do trabalho que estão a ser implementadas em Portugal, e na União Europeia em geral, e verificar se têm implicações ao nível do bem-estar individual e da articulação trabalho-família. Os resultados obtidos revelaram que as novas formas de organização do trabalho implementadas em Portugal caracterizam-se mais pelo trabalho de equipa com autonomia limitada, multivalência e alargamento de tarefas, com alguns níveis de aprendizagem, enquadrando-se assim nos princípios do modelo da lean production. Já na União Europeia (UE27), prevalece o trabalho de grupo semi-autónomo e o enriquecimento de tarefas, enquadrando-se mais no modelo qualificante. Quanto ao nosso país, confirmou-se existir uma relação significativa entre as novas formas de organização do trabalho enquadradas nos princípios da lean production e o stress percecionado pelos sujeitos no trabalho. Verificou-se ainda uma relação positiva com as dificuldades de articulação trabalho-família, ainda que esta não se apresente estatisticamente significativa.
Relying on data from the 5th Survey on Working Conditions 2010 (EUROFOUND), we propose to identify the new forms of work organization that are being implemented in Portugal and in the EU in general, and analyse whether there are implications on the individual wellbeing and the work-life balance. The results revealed that the new forms of work organization implemented in Portugal are characterized more by teamwork with limited autonomy, work intensification and tasks enlargement, framing the principles of lean production model. As far as the EU27 is concerned, a teamwork with autonomy and job enrichment prevails, framing the principles of the discretionary model. It was confirmed that there is a significant relationship between the new forms of work organization framed in the principles of lean production and the individuals' perceived stress at work. Although there has been also a positive relationship with difficulties in terms of work-life balance, that is not statistically significant.
Descrição: Mestrado em Gestão de Recursos Humanos
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/10330
Aparece nas colecções:DG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis
BISEG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM-SISB-2012.pdf710,09 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.