Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/10223
Título: Avaliação e intervenção na leitura em crianças com trissomia 21
Autor: Barbosa, Maria do Rosário Pessoa Jorge Morais
Orientador: Cruz, Vítor Manuel Lourenço da
Palavras-chave: Avaliação
Desenvolvimento da linguagem
Dificuldade na leitura
Escrita
Intervenção precoce
Mestrado
Psicomotricidade
Síndroma de Down
Teste
Data de Defesa: 2015
Resumo: Ler e escrever representam um processo complexo que determina a participação na vida social, bem como o desenvolvimento académico de qualquer criança. No entanto, nem todas as crianças aprendem a ler da mesma forma. Vários são os processos que podem influenciar esta habilidade. Assim sendo, as crianças com Trissomia 21 necessitam de alguns cuidados extra (Carvalho, 2011; Pereira, 2012). A leitura e a escrita constituem estratégias complexas que a maior parte das crianças domina sem dificuldades, desde que se atinja um determinado grau de maturidade e exista um ambiente pedagógico favorável (Torres & Fernández, 1997). No entanto, segundo os autores, quer a leitura quer a escrita podem transformar-se num quebra-cabeças para algumas crianças. Tal como todas as crianças, também aquelas com Trissomia 21 deverão ler muito, pois, ao observar palavras escritas, irão compreender os erros que cometem oralmente. Do mesmo modo, se as leituras forem do interesse da criança, esta irá ler com mais atenção, esforçando-se por pronunciar melhor cada palavra, alargando o seu vocabulário (Rocha, 2008). Se interviermos precocemente na aprendizagem com crianças com Trissomia 21, estas conseguirão chegar a níveis de desenvolvimento muito positivos (Rocha, 2008). De facto, com a leitura e a escrita acontece o mesmo que em outras áreas do desenvolvimento, isto é, sabe-se que a criança com T21 não irá alcançar certas aptidões até que atinja a maturidade, no entanto, a maturidade é mais facilmente alcançada quando o aluno treina exercícios eficazes regularmente. Assim, de nada valerá esperar que a idade madura chegue para se começar a trabalhar com estas crianças, o melhor será realizar tarefas e atividades que façam com que cresçam e se desenvolvam mais precocemente (Troncoso & del Cerro, 2004). Pretende-se contribuir para que ocorra uma inclusão natural, possibilitando às crianças com Trissomia 21 o acesso às mesmas oportunidades de desenvolvimento e aprendizagem escolar que uma criança com desenvolvimento típico pode experienciar. Sabe-se que as crianças com Trissomia 21 são capazes de evoluir de forma satisfatória quando expostas a programas de intervenção precoce (Rocha, 2008). O presente estudo remete-se a um modelo de avaliação e intervenção na aprendizagem da leitura para crianças com Trissomia 21. Para tal, foi feita uma revisão da literatura dos vários modelos existentes neste campo e, posteriormente, utilizou-se grande parte da informação obtida no Modelo Percetivo-Discriminativo de Troncoso e del Cerro (2004) para esperar uma evolução nos domínios da leitura nestas crianças e, consequentemente, obter níveis de desenvolvimento satisfatórios no que concerne à linguagem e à vida em geral. Correia (2008, cit. in Rocha, 2008) acredita que, para que haja um perfeito desenvolvimento, é necessário que se elabore um programa eficaz e que, para tal, a participação dos pais é crucial, na medida em que passam a maior parte do tempo com estas crianças e que serão os principais responsáveis pela transmissão das necessidades dos seus filhos. Assim, para que se dê o referido desenvolvimento nas crianças com Trissomia 21 e para que obtenhamos os resultados desejados, torna-se importante que as famílias estejam envolvidas. A presente investigação conta, também, com o envolvimento dos pais, de forma a que possam conhecer melhor o desenvolvimento dos seus educandos e, consequentemente, atuar junto dos mesmos, de forma estimulativa e preventiva (Coutinho, 2004). Esta dissertação divide-se em duas partes. Num primeiro acontecimento, será tratada toda a informação teórica que sustenta a segunda parte, de avaliação e intervenção. No que concerne à parte teórica, começaremos por abordar as aprendizagens humanas. Aqui, falaremos de aspetos como a linguagem, a leitura e a escrita no desenvolvimento típico de uma criança e todos os processos cognitivos envolvidos. O estudo em causa não diz respeito à escrita, no entanto, consideramos que a leitura se faz compreender melhor quando se envolve a componente da escrita, razão pela qual optámos por inclui-la na parte teórica. Posteriormente, tocaremos o mesmo assunto mas no âmbito da Trissomia 21. Desta forma, será possível constatar as dificuldades que esta patologia acarreta para uma criança, tanto no dia-a-dia como nas aprendizagens mais complexas, dificuldades essas que, para uma criança dita normal, não representam grande obstáculo. Troncoso e del Cerro (2004) referem que a psicomotricidade oferece à criança com Trissomia 21 ajuda e destreza no que diz respeito ao domínio dos movimentos e à maturidade em geral e não somente à capacidade para escrever melhor. O programa parte, também, do desafio que as autoras deixam no seu método, de aliar a Psicomotricidade à aprendizagem formal da leitura e da escrita. Desta forma, pretendemos aliar as aprendizagens académicas com a Psicomotricidade, favorecendo o desenvolvimento global da criança com Trissomia 21 o que, acreditamos, será uma mais valia e é esta realidade que será tratada no capítulo 3. Relativamente à componente prática, contamos com a participação de três crianças com Trissomia 21, inseridas em contexto escolar sem que, no entanto, estejam a receber acompanhamento de outras entidades de ensino especial e de desenvolvimento. Será, então, feita uma avaliação em dois momentos: uma no início da intervenção e outra, com os mesmos parâmetros, no final, de forma a perceber a eficácia da intervenção. Esta segunda parte faz-se compor pela amostra do estudo, pelo seu procedimento e material de avaliação. Para tal, apresentaremos, aqui, o método Percetivo-Discriminativo de forma mais detalhada. No final, serão apresentados e discutidos os resultados da intervenção. A dissertação termina, então, com as conclusões e referências bibliográficas consultadas para o seu desenvolvimento, bem como com os anexos utilizados na intervenção.
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/10223
Designação: Mestrado em Reabilitação Psicomotora
Aparece nas colecções:BFMH - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Avaliação e Intervenção Na Leitura em Crianças com Trissomia 21.pdf1,44 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.