Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/10153
Título: A relação entre os spreads dos CDS e os spreads das Yields das Obrigações do Tesouro : os casos de Portugal, Grécia e Espanha
Autor: Vieira, Bruna Landim Mendes
Palavras-chave: Spread CDS
Spread Yield da Obrigação
teste de Cointegração
CDS Spread
Spread of Yield
Cointegration test
Data de Defesa: 2011
Editora: Instituto Superior de Economia e Gestão
Citação: Vieira, Bruna Landim Mendes (2011). "A relação entre os spreads dos CDS e os spreads das Yields das Obrigações do Tesouro : os casos de Portugal, Grécia e Espanha". Dissertação de Mestrado, Universidade de Lisboa. Instituto Superior de Economia e Gestão.
Resumo: Tanto o mercado de Credit Default Swap, quanto o de Obrigações negoceiam o risco de crédito da entidade de referência. Assim, de acordo com a lei do preço único, não deveriam ocorrer grandes diferenças entre os spreads dos CDS e das Yields das Obrigações para o mesmo prazo. Ou seja, não deve existir oportunidades de arbitragem ao negociar os dois instrumentos. Este estudo tem como objectivo evidenciar o comportamento dos Spreads dos CDS e das Yields das Obrigações para três entidades soberanas da Zona Euro (Portugal, Grécia e Espanha), no período entre 1 de Janeiro de 2007 a 23 de Fevereiro de 2011. Este período é marcado por dois grandes acontecimentos: A crise financeira internacional e a crise de dívida soberana na Europa. Para alcançarmos o objectivo proposto, a análise foi feita em três períodos, de 1 de Janeiro de 2007 até 23 de Fevereiro de 2011 (período I), de 1 de Janeiro de 2007 a 31 de Dezembro de 2009 (período II), e por último, tem inicio em 1 de Dezembro de 2010 e termina em 23 de Fevereiro de 2011, que corresponde ao período III. Através do teste de cointegração de Johansen, os resultados indicam que em nenhum dos períodos existe uma relação de equilíbrio de longo prazo entre os Spreads dos CDS e das Yields para os três países, sugerindo que pode existir oportunidades de arbitragem.
Both the Credit Default Swap market, as Bond negotiates the credit risk of the reference entity. Thus, according to the law of one price, there should be no major differences between CDS spreads and bond yields for the same term. That is, there should be no arbitrage opportunities to negotiate the two instruments. This study aims to clarify the behavior of CDS spreads and bond yields to three sovereigns in the eurozone, in the period between 1 January 2007 to February 23, 2011. This period is marked by two major events: The international financial crisis and sovereign debt crisis in Europe. To achieve this objective, the analysis was done in three periods from January 1, 2007 until February 23, 2011 (period I), 1 January 2007 to December 31, 2009 (period II), and finally, begins in December 1, 2010 and ends on February 23, 2011, which corresponds to the period III. Through the Johansen cointegration test, the results indicate that none of the periods there is a relationship of long-term equilibrium between CDS Spreads and Yields for the three countries, suggesting that there may be arbitrage opportunities.
Descrição: Mestrado em Finanças
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/10153
Aparece nas colecções:DG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis
BISEG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM-BLMV-2011.pdf680,96 kBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.