Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/10125
Título: Avaliação da calcémia em vacas leiteiras no pós-parto após a administração de vitamina D3
Autor: Almeida, João Paulo Gonçalves de
Orientador: Stilwell, George Thomas
Palavras-chave: Hipocalcémia
Vitamina D3
Cálcio
Doenças puerperais
Hypocalcaemia
Vitamin D3
Calcium
Puerperal diseases
Data de Defesa: 3-Nov-2015
Editora: Universidade de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citação: Almeida, J.P.G. (2015). Avaliação da calcémia em vacas leiteiras no pós-parto após a administração de vitamina D3. Dissertação de mestrado. Universidade de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa.
Resumo: O peri-parto ou período de transição (4 semanas pré-parto e 4 semanas pós-parto), da vaca leiteira, é dominado por alterações metabólicas drásticas, principalmente devido às necessidades exigidas pela lactação. Este período é, portanto, de alto risco para problemas como hipocalcémia. Para prevenção da hipocalcémia são usados vários métodos, sendo um deles a administração de vitamina D3 no pré-parto tendo sido esse o que foi avaliado neste estudo. Para o estudo foram seleccionados 153 vacas, de três explorações leiteiras com duas ou mais lactações e distribuídas por dois grupos (70 para o grupo Controlo e 83 para o grupo teste). Ao grupo Teste administrou-se vitamina D3 dois a oito dias antes do parto e ao grupo Controlo administrou-se um placebo (soro fisiológico) e avaliou-se a calcémia entre seis e doze horas após o parto em todos os animais. Comparou-se também a produção de leite aos cem dias, o intervalo até à primeira inseminação, o número de inseminações necessárias a uma nova gestação e a prevalência de doenças do pós-parto. Verificou-se que a calcémia do grupo Teste foi significativamente superior à do grupo Controlo no global e em cada uma das explorações estudadas. Verificou-se também que a associação de dietas aniónicas com a administração de vitamina D3 numa das explorações teve no grupo Teste um efeito calcemiante superior quando comparado com o grupo Controlo. Demonstrou-se ainda que as prevalências de hipocalcémia subclínica e de retenção placentária aumentam com o número de lactações, e que a retenção placentária está associada a maior risco de ocorrência de metrite. Concluimos que a administração de vitamina D no pré-parto previne hipocalcémia subclínica principalmente em animais mais velhos, sendo esse efeito mais nítido quando associado a dietas aniónicas.
ABSTRACT - Calcemia evaluation of dairy cows in the postpartum after vitamin D3 administration - The peri -partum or transition period (4 weeks pre -partum and 4 weeks postpartum), the dairy cow, is dominated by dramatic metabolic changes, mainly due to the needs required by lactation. This period has therefore at a high risk for problems such as hypocalcaemia. To prevent hypocalcaemia are used multiple methods, one of them is vitamin D3 administration antepartum and was this which was evaluated in this study. For the study were selected 153 cows from three dairy farms with two or more lactation and distributed in two groups (70 for the control group and 83 for the test group). In the Test group it was administered vitamin D3 from two to eight days before parturition and in the Control group was administered a placebo (saline solution ) and evaluated calcemia between six and twenty four hours from birth in all animals. It is also compared the first hundred days of milk production, the interval gap before the first insemination, the number of inseminations necessary for a new pregnancy and postpartum diseases. It was found that the calcemia test group was significantly higher than in the Control group and overall in each of the farms studied. It was also found that the combination of anionic diets with vitamin D3 administration on a farm in the Test group had a higher calcemiante effect when compared to the control group. It has been demonstrated although the prevalence of subclinical hypocalcemia and retained placenta increases with the number of lactations, and the retained placenta is associated with increased risk of metritis. We conclude that vitamin D administration during labor prevent subclinical hypocalcemia mainly in older animals, making clearer effect when combined with anionic diets.
Descrição: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/10125
Aparece nas colecções:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Avaliação da calcémia em vacas leiteiras no pós-parto após a administração de vitamina D3.pdf1,4 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.