Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/703
Título: Contribuição para a propagação vegetativa de algumas espécies arbustivas autóctones da região algarvia
Autor: Almeida, Maria Helena
Lopes, Susana
Telhada, Ana Eleonora
Faria, Carla
Palavras-chave: espécie arbustiva
flora autóctone
propagação vegetativa
conservação de recursos genéticos
Algarve
Data: Mai-2005
Editora: SPCF
Citação: Congresso Florestal Nacional, 5º, Viseu, 2005
Resumo: Com este trabalho pretende-se contribuir para o desenvolvimento das técnicas de propagação vegetativa caulinar de algumas espécies arbustivas autóctones do Algarve, como Lavandula stoechas, Phlomis purpurea, Nepeta tuberosa, Teucrium polium, Thymus camphoratus, Pistacia lentiscus e Sideritis spp. Deste modo, pretende-se contribuir para a produção e disponibilização em maior escala de espécies que proliferam na flora algarvia, e que devido às suas reduzidas exigências hídricas e de manutenção, interesse ornamental e à elevada resistência a pragas e doenças podem constituir uma alternativa em jardins ou na requalificação de áreas degradadas com interesse ambiental (Costa, 2000). Algumas destas espécies apresentam também propriedades medicinais, aromáticas e/ou condimentícias, podendo constituir também uma fonte de rendimento alternativo para as populações rurais. Foram testados diversos tratamentos com base em diferentes tipos de material caulinar, substratos e concentrações da hormona de enraizamento. A maioria das espécies apresentou uma boa capacidade de enraizamento, tendo-se obtido valores acima dos 50% nos melhores tratamentos, com a excepção da Pistacia lentiscus, com a qual o resultado foi nulo, em consonância com o que já havia sido referenciado na bibliografia consultada (Costa, 2000). As plantas resultantes do ensaio foram posteriormente caracterizadas do ponto de vista da qualidade. Os dados obtidos relativamente às raízes das plantas (enraizamento, peso seco, comprimento, diâmetro médio, volume, área superficial, comprimento por classes de diâmetro e classes de simetria das raízes) foram analisados através do WhinRhizo, que permitiu determinar qual o melhor tratamento para cada espécie. Com o desenvolvimento destas metodologias de propagação vegetativa pretende-se contribuir de uma forma efectiva para a conservação genética da flora autóctone e simultaneamente, para a domesticação destas espécies arbustivas, autóctones da região Algarvia
Descrição: Congresso Florestal Nacional: a floresta e as gentes - Actas das Comunicações
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/703
Aparece nas colecções:CEF - Comunicações em Actas de Conferências

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Congress5-H.Almeida-contribuic.pdf147,85 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.